Assinatura RSS

Arquivo da categoria: perguntas

33

Publicado em

Foram 33 textos. Na verdade até um pouco mais se contar as pequenas chamadas feitas. Mas no fundo, achei que foram menos, porque nem todas as redações estavam na estrutura que eu gostaria. Mas existiram. E o principal foi conseguir escrever todos os dias alguma coisa que fizesse (mesmo que pouco) algum sentido.

« Escrevo porque não sei não escrever », disse uma vez minha amiga Liliane Prata. E que lindo pensar a vida através das letras. Quando não estou escrevendo, estou sempre pensando em escrever. Mas quando tenho que escrever, nem sempre lembro o que pensei. Acontece com você também?

33 textos nos 33 dias antes do meu aniversário de 33 anos. Que ideia! A gente assume uns projetos toda empolgada, mas esquece que eles devem ser concluídos. E aí no meio dessa história teve dia que eu não tinha tomada para ligar o computador, dia que eu não tinha inspiração nenhuma, dia em que eu não tinha energia nenhuma para escrever porque a minha vida não parou para a execução desse projeto. Pelo contrário, minha vida me fez distanciar um pouco mais do computador esses dias, mas foi por boas razões.

Finalmente, hoje chega ao fim. Amanhã (ou hoje, no horário francês) é meu aniversário de 33 anos. E eu sei as duas coisas que você está pensando sobre isso! A primeira é que é a idade de Cristo. Todo mundo já me veio com essa. Não sou religiosa, mas diria que Cristo tem na verdade 2015 anos.

Alguns artigos demográficos (pedi as fontes para um demógrafo que ficou de me enviar) indicam que há uma demonstração de que 33 seja a idade da força. A idade em que somos mais capazes de produzir (na média). Com grande capacidade intelectual (ui!) e física (ui ui!). Isso ainda me lembra um outro dado (dessa vez não lembro a fonte mesmo) que diz que 31 anos é a idade mais bonita da mulher. Um pouco questionável no que diz respeito ao conceito de beleza da mulher, concordo. Mas que compara do mesmo jeito a evolução intelectual com a física.

Será que essa média se aplicaria a mim? Ainda pretendo ser tão mais produtiva…

Se 33 é a idade de maior força na média do ser humano hoje, será que era também assim a.C? Pode ser. Faz sentido que toda a história bíblica seja contada dessa forma. Mas a última coisa que quero é discutir esse assunto no dia do meu aniversário. Mentira, a última coisa que eu quero é guerra, violência, crueldade no mundo. A discussão é só a penúltima coisa que eu quero!

Mas você ainda tem mais um comentário sobre os meus 33 anos, não tem? Deve estar aí calculando… « Ela não vai ter filhos não?! ».

A verdade é que as mulheres tem um período fértil definido, mas não tão curto quanto parece. Então ainda estou em tempo porque sim, adoraria ter essa oportunidade, apesar de as vezes me questionar um pouco sobre até onde vai a nossa vontade e onde começa uma certa imposição da sociedade.

Fora isso, adoro crianças, bebês e sobretudo adolescentes!!! Seria bom ter filhos cedo o suficiente para ter tempo e energia de me interessar pelas mesmas séries e bandas que meus pequenos. Para ensiná-los alguns passinhos de dança, algumas brincadeiras diferentes e vencê-los em todos os esportes como minha mãe sempre fez sem dó. Mas se eu não tiver filhos (nunca se sabe!) certeza que Helena, Rita, Catarina, Dudu e todos os outros sobrinhos emprestados terão que aguentar a tia Didi colada neles, cheia de amor, falando das conclusões sobre a vida.

Afinal, maturidade é uma fase. Que pode durar ou não. Adolescência é pra sempre!

IMG_5234

Obrigada por terem acompanhado o projeto até aqui! Principalmente Aline, Livinha e Pipocacrua! Beijão