Assinatura RSS

Arquivo da tag: aula de dança

O Baile dos não apaixonados!

Publicado em

Uma das melhores coisas que já encontrei em Avignon foi o Baile dos Não Apaixonados!

Todas as segundas-feiras há uma oficina de dança diferente com danças medievais ou tradicionais de uma parte da europa e do mundo. Sabe aquelas danças de Orgulho e Preconceito, Shrek e outros? Pois é! Nas primeiras sexta-feiras de cada mês, a mesma associação promove um baile em algum lugar fofo ou de Avignon ou de cidades próximas. Adoro que o nome desse baile seja dos Não Apaixonados! Chega de fazer tudo pra paquera, meu povo!

Já fiz aula de dança irlandesa, italiana, espanhola e atualmente estou fazendo dança occitane! O ambiente é uma delícia, com pessoas de todas as idades e profissões. Fora que é muito engraçado, porque como ninguém é profissional na dança, cada um faz do que jeito que pode, não necessariamente do jeito certo.

Há um capítulo de Friends que eu amo, em que a Monica tenta fazer aula de sapateado e não consegue dançar como a professora. Desculpe o spoiler, mas o final deste episódio, para mim, é uma das melhores lições de vida. Ela desiste de dançar com perfeição e começa a dançar como pode. A professora avisa “ei, você está fazendo tudo errado” e ela “pelo menos eu estou dançando”!

Leva isso pra sua vida!

dansepasamour

Se quiser ver meu post sobre o assunto em francês (meu francês é como minha dança, sai o que é possível sair!), estou fazendo um blog sobre descobertas em Avignon, o Découvrons Avignon!

Passos

Publicado em

Um garfo, uma rodela de banana, uma pinçada de nutella e bléeee…. A banana da França não tem nada a ver com banana. Minha amiga carioca tinha me alertado sobre isso. No supermercado, ela falou para levar a mais barata. Tudo tem gosto de água mesmo…

Ontem fomos completar os procedimentos faltantes para iniciar nossas atividades esportivas. Como eu só podia escolher uma, larguei a esgrima e tentei me garantir com a dança. Minhas amigas (uma carioca e uma bahiana) chegaram mais tarde para fazer a inscrição. Elas queriam musculação e yoga respectivamente e saíram matriculadas em jiu-jitsu,  a única atividade com vaga ainda. Vão ter que usar um kimono emprestado e eu faço questão de assistir!

Para sermos completamente aceitas nas atividades esportivas, precisamos entregar um atestado médico que comprova que a gente não vai dar trabalho tendo uma crise de asma no meio a aula.

Então fomos visitar um médico para o bendito atestado. A universidade já havia nos cobrado 5 euros para termos direito a atendimento médico na própria Universidade. Mas aí, justo no período em que as pessoas mais precisam (que é para o atestado antes de iniciar os esportes), o médico entra de férias e só volta depois que ninguém precisar mais dele… Isso me lembrou algumas situações parecidas no Brasil, mas é melhor não citar nomes, nem órgãos…

Fomos então para um consultório médico próximo à Universidade. Ele atende por ordem de chegada e só abre a partir de duas horas da tarde. Faltando dez minutos, nós três, muito espertas, fomos para a porta do consultório. Tocamos o interfone e a porta abriu anonimamente. Entramos! Ao chegar naquela estufa, digo, consultório, o lugar estava lotado de gente meio de mal com a vida, que se recusavam a abrir a janela. Não conseguimos ficar lá por muito tempo. Rodamos a cidade atrás de outro médico e achamos um consultório lindo, com ar condicionado, secretária e nenhuma fila!

Todos os médicos generalistas aqui cobram o mesmo valor: 23 euros. Pelo que entendi, só quando eles tem uma outra especialização é que podem cobrar mais caro!

A consulta durou dez minutos (igual no Brasil, né). Mas realmente eu não precisava de mais. Estava tudo bem!

Em breve estarei novamente na aula de dança. Uma sapatilha, uma saia rodada, um coque desajeitado e plié!