Assinatura RSS

Arquivo do mês: julho 2013

Pérolas de um francês

Publicado em

De volta à vida com computador, depois de ter tido a casa invadida durante o festival de teatro de Avignon, ganhei de aniversário, além de vários sustos, um novo computador (que o bandido não seja um leitor do blog).

A mesma pessoa que me ofereceu este simpático computador, também me oferece diariamente algumas pérolas, que para mim são pérolas, quando para os outros, parece, são apenas constatações de verdades. Sem querer me desentender com uma cultura diferente, quero expor alguns casos que recordo que, além de me surpreenderem, também me fazem ver o quanto somos diferentes.

Cena 1: No último fim de semana, no restaurante. Calor de 35 graus. Enquanto aguardamos atendimento na mesa, Alexis pega o saleiro, despeja um pouco sobre mão e come. Uma amiga questiona o  motivo e ele diz: “É que estou com sede, estou fazendo isso para o meu corpo reter a água”. Eu e a amiga nos entreolhamos. Fade out.

Cena 2: Mostra mala. Eu, feliz, com o tráfico de fio dental que nós brasileiros fazemos aqui para a França. Não conseguimos achar um fio dental que funcionasse aqui. Cheguei a pensar em processar uma empresa por conta do péssimo fio dental que eles vendem. Mas agora, nós, brasileiros, estamos orgulhosos com nossos produtos trazidos, em segredo, do Brasil! Num plano sequência, entra um francês, depara-se com a quantidade de fios dentais e exclama: “Isso faz mal para os dentes, todos os dentistas da França desencorajam seu uso”. Corta cena.

Cena 3: Numa loja de móveis. Quatro horas da tarde. Eu, morta de fome. Entro numa lanchonete a procura de algo que me lembre um misto-quente. Abre plano. Entra Alexis que diz “Por que você tem que comer de 3 em 3 horas? Nenhum nutricionista aprova esse comportamento”. Som ambiente. Fecha imagem em close no rosto da donzela faminta.

Observação: Alexis fez a leitura deste texto antes de sua publicação e insiste que eu diga que, na cena 3, neste dia, me recusei a comer na hora do almoço. Na verdade, eu estava com dor de garganta na hora do almoço e tomei apenas um leite. Esta observação não colabora muito com o restante do texto. Nhé!

Anúncios